Material utilizado na Rio 2016 chega a Porto Alegre: 'Elemento da mais alta motivação'

01/02/2017 12:17

João Irigoyen, diretor de Tênis de Mesa da Sogipa, acredita CT terá um grande impacto entre os jovens

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 01/02/2017

"Vou para Porto Alegre. Tchau"... Mas, ao contrário do que cantava a dupla Kleiton e Kledir na música "Deu pra ti", a viagem foi envolta a muito alto astral. Afinal, Porto Alegre foi mais uma das cidades a receber parte do legado material dos Jogos Olímpicos Rio 2016. A Sogipa, um dos principais clubes do estado, recebeu, além de mesas de jogo, cadeiras de árbitro, porta toalhas, placar e separadores, que serão utilizados por diversos atletas.

João Irigoyen, diretor do departamento de Tênis de Mesa da Sogipa, acredita que poder usar o material que os melhores jogadores do mundo da modalidade também utilizaram será um fator motivacional para o jovens atletas.
 
"Teremos um centro de treinamento que reproduzirá um local com o que há de mais moderno no tênis de mesa. Certamente, este é um elemento da mais alta motivação. Os atletas se sentirão valorizados na prática do esporte. Fazendo uma comparação com o futebol, é como treinar em um campinho ou em uma grande arena", disse.
 
Para o dirigente, ter um legado olímpico pode, inclusive, incentivar mais pessoas a praticar o tênis de mesa, modalidade que vem crescendo a cada ano no Brasil. Ele aproveitou ainda para agradecer à Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM).
 
"Imagine o impacto de um garoto interessado no começo da prática no esporte ao se deparar com uma estrutura moderna e bonita! Ele decide ali sua escolha, e, com certeza, irá incentivar seus amigos para a prática também. Como diretor do departamento, serei imensamente grato à CBTM, por nos oportunizar um centro de referência em nosso estado", concluiu.
 
Além de Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Varginha (MG), Teresina (PI), São Bento (SC) e Cuiabá (MT) também receberam materiais usados nos Jogos Olímpicos para centros de treinamentos. Todos eles, além de outros trabalhos, terão atividades voltadas aos mais jovens, visando detecção de talentos. 
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM