Meninas brasileiras conquistam duas pratas no último dia do Sul-Americano, em Buenos Aires

07/04/2019 20:29

Giulia Takahashi foi vice-campeã do sub-21 e de duplas feminino adulto, em parceria com Laura Watanabe. Desempenho é elogiado

FOTO: Laura Watanabe (sacando) e Giulia Takahashi ficaram com a prata em duplas no Sul-Americano. Crédito: ITTF.

 

Buenos Aires (ARG), 07 de abril de 2019.

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

As meninas brasileiras fizeram bonito no último dia de disputas do Campeonato Sul-Americano Adulto, em Buenos Aires, na Argentina. Giulia Takahashi e Laura Watanabe garantiram a medalha de prata do torneio de duplas feminino, na tarde deste domingo (7). Pouco antes, no individual sub-21, Giulia Takahashi também ficou com a prata. Esta foi a estreia das duas nas categorias maiores.

Giulia e Laura, ainda da categoria infantil, não se intimidaram com as atletas mais experientes. Depois de passarem pelas paraguaias Leyla Gomez e Lucero Avelar, com um impressionante 3 a 0 (12/10, 10/9 e 10/9), elas tiveram pela frente na decisão as chilenas Daniela Ortega e Valentina Rios. Fizeram jogo duríssimo, chegaram a vencer uma parcial, mas acabaram derrotadas por 3 a 1 (12/10, 13/15, 7/11 e 10/12).

No sub-21, Giulia foi derrotada na decisão pela venezuelana Neride Niño, por 3 a 0 (5/11, 6/11 e 8/11), ficando com mais uma prata. A brasileira é a atual campeã sul-americana infantil e já venceu uma etapa do Circuito Mundial Juvenil (Aberto do Chile).

Para o técnico Lincon Yasuda, o mais importante não foram as medalhas. O desempenho das meninas, acostumadas a um estilo de competição totalmente diferente do adulto, foi a grande notícia para o tênis de mesa brasileiro.

“O mais importante era observar como elas evoluiriam ao longo dos dias. E senti que elas conseguiram entender que o tipo de jogo do adulto é diferenciado, com muitas variações dentro da própria partida. Esse foi o principal aprendizado que elas tiveram nesse torneio”, explica o técnico, que ficou satisfeito por terem ido tão longe na primeira experiência:

“A gente esperava algo, mas elas conseguiram fazer um bom barulho. Nos últimos dias, ganharam o respeito das demais adversárias. Foram boas vitórias. Temos de destacar também o desempenho do Diogo Silva, no masculino, que pegou adversários muito fortes e conseguiu fazer jogos bem equilibrados”.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa