Mesatenistas vão conduzir tocha olímpica em Juiz de Fora e Santos

09/05/2016 16:56
Alexandre Ank e Marcio Tovar foram escolhidos por suas grandes histórias no esporte
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 9/5/2016
 
Os mesatenistas Alexandre Ank e Marcio Tovar serão condutores da tocha olímpica dos Jogos Olímpicos Rio 2016 em Juiz de Fora (MG) e Santos (SP), respectivamente. Os atletas foram confirmados pelo Comitê Organizador por suas histórias de superação e glórias no esporte.  Eles serão dois de quase 12 mil pessoas que farão parte do Revezamento Nacional que foi iniciado na última terça-feira (3). 
 
Alexandre é cadeirante e faz parte da Classe 4 nas competições de tênis de mesa. O atleta disputou os Jogos Parapan-Americanos de Toronto e foi medalhista de bronze individual de sua classe, além de ter sido campeão por equipes da Classe 3/4. Indicado pelo vice-prefeito de Juiz de Fora, o paratleta foi um dos escolhidos para percorrer a cidade mineira com um dos símbolos olímpicos no próximo domingo (15).
 
"É uma honra para mim participar desse evento. Pra mim é um privilégio. É como se fosse o Oscar do esporte. Eu estive nas Paralimpíadas de Pequim, em 2008, não joguei, mas estava lá. Foi nessa equipe que eu estava, que saiu a primeira medalha brasileira na modalidade. Esse foi um marco na minha vida. E o segundo é agora que carregarei a tocha pela cidade que me indicou", disse o mesatenista.
 
Alexandre se tornou paraplégico aos 17 anos, após sofrer um acidente de carro. Antes, ele praticava outro esporte: a natação. Porém, foi no tênis de mesa que construiu uma carreira vitoriosa. Atual 34º colocado no ranking mundial da Classe 4, o mesatenista conquistou o bronze na primeira etapa da Copa Brasil, disputada em Brasília (DF), neste ano. Em 2015, o paratleta foi bicampeão brasileiro, além de ter conquistado uma medalha de ouro e duas de prata em etapas da Copa Brasil.
 
"Acho que fui escolhido pelo reconhecimento por todos os resultados que venho conquistando no esporte, principalmente nos últimos anos. Vai ser uma honraria para mim poder representar todos aqueles atletas com deficiências que sonham um dia chegar longe", concluiu.
 
Marcio Tovar, por sua vez, carregará a tocha olímpica em Santos no dia 22 de julho. O mesatenista de 60 anos foi selecionado através de uma campanha de uma das patrocinadoras do Jogos Rio 2016, a montadora Nissan. Para ser selecionado, ele concorreu com histórias de mais de 30 mil pessoas. 
 
"Para mim, é uma bela homenagem feita a mim depois de 49 anos de carreira. No meu tempo, não tinha tênis de mesa nas Olimpíadas e agora vou fazer poder fazer parte de uma ao carregar a tocha", explicou Marcio.
 
O atleta começou a praticar a modalidade aos 11 anos de idade. O santista foi tricampeão brasileiro na categoria juvenil (1968, 1971 e 1972), pentacampeão paulista (na categoria infantil em 1969 e 1970, e no juvenil em 1971, 1972 e 1973) e campeão sul-americano no juvenil (1971). Além disso, ele recebeu da Câmara Municipal de Santos a medalha de honra ao mérito Brás Cubas por ter se dedicado tanto tempo à modalidade. Hoje, Marcio disputa competições pela categoria veterano.
 
"Ser um dos condutores da tocha vai coroar a minha carreira. Estou me sentindo como se fosse ganhar uma medalha de ouro", finalizou.
 
A tocha olímpica vai percorrer todos os estados do Brasil e passará por mais de 325 municípios. O percurso começou em Brasília (DF), no dia 3 de maio, e terminará no Rio de Janeiro (RJ), em 4 de agosto.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br