Mundial de Cadetes: Campeã em 2015, Bruna Takahashi dá dicas à delegação brasileira

19/10/2017 13:53

Atleta da seleção afirma estar ansiosa por atuação da irmã mais nova, Giulia Takahashi

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 19/10/2017

Foto: 

Com três representantes brasileiros - Diogo Silva, Giulia Takahashi e Livia Lima -, o Mundial de Cadetes começa neste sábado, em Fiji. E se tem uma atleta que pode falar com propriedade da competição é Bruna Takahashi, que foi campeã individual e por equipes na edição de 2015 e atualmente esta na seleção brasileira adulto. A jovem de 17 anos, que ano passado esteve nos Jogos Olímpicos Rio 2016, lembrou a experiência e aproveitou para dar dicas aos que vão representar a delegação verde e amarela.
 
"Participei de quatro edições e sempre foi uma sensação muito boa, experiências diferentes. Tem de ir bem confiante e fui isso que fiz em todas as vezes. É um campeonato muito bom para quem está começando. A dica que eu dou a eles é que dá para ganhar de qualquer adversário, mesmo que seja em uma competição como essa. Tem de ficar firme e pensar que consegue", disse.
 
E essa edição do Mundial de Cadetes também tem causado ansiedade à Bruna, que está torcendo pela irmã mais nova Giulia.
 
"A Giulia tem potencial para ganhar. Vai ser difícil, como sempre é essa competição, mas ela tem potencial. Estou ansiosa. O coração fica apertado (risos)", afirma.
 
Nesta temporada, Bruna conquistou resultados como a medalha de ouro no Sub-21 do Aberto do Brasil, no Pan-Americano Juvenil, ao bater a porto-riquenha Adriana Diaz, e bronze no Pan-Americano.  
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br