Mundial Juvenil: Após boa campanha, Bruna Takahashi perde para sul-coreana e dá adeus a torneio individual

06/12/2016 10:03
Brasileira chegou a fazer bons sets contra Jiho Kim, na fase 32 avos, mas não conseguiu avançar na competição
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 6/12/2016
 
Foto: ITTF
 
Bruna Takahashi deu adeus ao Mundial Juvenil, que acontece na Cidade do Cabo, África do Sul. A jovem brasileira foi à mesa, nesta terça-feira (6), para lutar por uma vaga na fase 16 avos de final da competição feminina individual e teve uma boa atuação, mas acabou eliminada pela sul-coreana Jiho Kim (130ª no ranking mundial), após perder por 4 sets a 0 (11/8; 11/3; 11/9 e 11/4).
 
Na trajetória no torneio individual, Bruna ficou na primeira colocação na fase de qualificação, em um grupo que tinha também a espanhol Yolanda Enriquez e Paola Sanabria, de Porto Rico. A brasileira venceu as adversárias por 4 sets a 1 (11/6, 8/11, 11/6, 11/4 e 11/9) e 4 sets a 0 (11/4, 11/7, 11/4 e 11/8), respectivamente. 
 
Na fase principal, Takahashi teve pela frente a romena Andreea Clapa e triunfou por 4 sets a 0 (11/6; 11/9; 11/1 e 12/10), chegando aos 32 avos de final, quando encarou Jiho Kim.
 
A delegação brasileira foi para a competição com sete representantes. Além de Bruna Takahashi, também estiveram na Cidade do Cabo Alexia Nakashima, Lívia Lima, Daniela Yano, Carlos Ishida, Gustavo Kodama e Rodrigo Yonesake. O Brasil foi representado em todos os torneios: por equipes, duplas mistas, duplas femininas, duplas masculinas, individual feminino e individual masculino.
 
No individual feminino, Alexia Nakashima foi eliminada nos 64 avos de final, enquanto Livia Lima e Daniela Yano não conseguiram ir à fase principal. Já no masculino, a caminhada de Gustavo Kodama e Carlos Ishida teve o mesmo desfecho. Rodrigo Yonesake se lesionou ainda na disputa por equipes e não jogou no individual.
 
No torneio de duplas, nossos brasileiros não conseguiram ir bem e acabaram superados em suas estreias. No feminino, pelos 64 avos de final, Livia e Daniela enfrentaram a parceria estadunidense Angela Guan/Grace Yang e perderam por 3 a 1 (8/11, 11/4, 12/10 e 11/9). Já Bruna e Alexia, que ficaram de bye nos 64 avos de final, encararam a parceria de Taipei, Tsai Yu-Chin e Wu Yi-Hua, e foram batidas por 3 a 2, com parciais de 11/5, 8/11, 11/9, 14/16 e 11/6.
 
Nas duplas masculinas, Gustavo Kodama e Carlos Ishida encaram os belgas Florian Cnudde e Valentin Pieraert pela fase 64 avos de final e não conseguiram vencer a parceria da Bélgica: derrota de 3 a 0, parciais de 11/9, 11/9 e 12/10.

Nas duplas mistas, Gustavo Kodama e Daniela Yano foram eliminados na fase de qualificação, ao perderem para a dupla da República Tcheca, Vlastimil Buben e Marketa Sevcikova, por 3 sets a 0 (11/5; 11/8 e 11/5). 
 
Já Carlos Ishida e Livia Lima venceram a canadense Alexander Bu e Isabelle Xiong por 3 sets a 2 (7/11; 14/12; 8/11; 13-11 e 14-12). Na fase 64 avos de final, eles fizeram um bom jogo, mas acabaram derrotados pela dupla romena, formada por Cristian Pletea e Adina Diaconu, por 3 sets a 0 (11/7; 11/9 e 11/9).   
 
Bruna Takahashi, que fez dupla com o inglês Tom Jarvis, chegou à fase 32 avos ao bater a dupla Azeez Solanke (Nigéria) e Malissa Nasri (Argélia) por 3 sets a 0 (14/12; 11/9 e 11/8). Porém, acabou eliminada ao perder, em uma partida bem parelha, para a dupla japonesa Yuki Matsuyama e Hina Hayata por 3 sets a 0 (12/10; 11/9 e 11/7). 
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br