Mundial por Equipes: Conheça os rivais do time masculino na primeira fase

26/02/2016 19:03

Equipe comandada por Jean-René Mounie jogará a segunda divisão na Malásia

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 26/02/2016

O Mundial por Equipes 2016 começa no próximo domingo (28), em Kuala Lumpur, na Malásia. O time masculino da seleção brasileira jogará a segunda divisão, em razão dos critérios de classificação da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF), mas não terá vida fácil na busca pelo título.

Os comandados do técnico Jean-René Mounie – Hugo Calderano (74º colocado no ranking mundial), Gustavo Tsuboi (48º), Thiago Monteiro (124º) e Cazuo Matsumoto (132º) – enfrentarão, segundo o francês, uma das edições mais técnicas da segunda divisão. Saiba um pouco mais sobre seus adversários no grupo E:

Irã
Ao comentar o alto nível da segunda divisão, acima dos anos anteriores, o técnico da seleção Jean-René Mounie apontou a equipe iraniana como um dos times que seriam difíceis adversários. Em setembro de 2015, Nima Alamian (124º - foto) foi campeão individual do Aberto da Bélgica, onde também levou o título das duplas com Noshad Alamiyan (134º). Também fazem parte do time: Afshin Noroozi (232º), Seyed Pourya Omrani (408º) e Mohammadreza Akhlaghpasand.

Bélgica
Se o Brasil tem Calderano e Tsuboi como representantes na Liga Alemã, o time belga tem Cedric Nuytinck (118º - foto), jogador do Hagen que também é dono de três medalhas no Circuito Mundial (duas no sub-21). Além dele, Robin Devos (129º), Florent Lambiet (211º) Lauric Jean (235º) e Martin Allegro (266º) estão no time.

Canadá
A equipe canadense, uma das principais forças nos Jogos Pan-Americanos, estará desfalcada de seu principal jogador na Malásia: Eugene Wang (63º). O chinês naturalizado não pode defender o país devido às regras rígidas da ITTF para os campeonatos sob sua chancela. Assim, Pierre-Luc Theriault (280º), Filip Ilijevski (498º) e Marko Medjugorac (589º) formam o time.

Tailândia
A equipe tailandesa, por se aproximar da escola asiática, nunca pode ser menosprezada. Assim como o time feminino, o grupo que jogará na Malásia é liderado tecnicamente por uma jovem promessa: Padasak Tanviriyavechakul (239º - foto), que esteve em duas edições dos Jogos Olímpicos da Juventude - 2010, na época com 14 anos, e 2014. Supanut Wisutmaythangkoon, Yanapong Panagitgun, Sirawit Puangthip e Suchat Pitakgulsiri completam a equipe.

Holanda
Diferentemente do naipe feminino, onde a Holanda é a atual vice-campeã europeia e tradicionalmente briga pelas primeiras posições, o time masculino não tem a mesma projeção. Na última edição do Campeonato Europeu, os holandeses disputaram a terceira divisão. Michel De Boer (294º), Laurens Tromer (310º - foto), Ewout Oostwouder (320º) e Rajko Gommers (325º) formam a equipe.  

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br