Mundial por Equipes: Jean-René Mounie projeta duelo das quartas de final contra a Bélgica

03/03/2016 15:19

Técnico francês demonstra confiança nos brasileiros e alerta para possíveis perigos do ‘reencontro’ com os belgas

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 03/03/2016

A seleção brasileira masculina já conhece seu adversário nas quartas de final da segunda divisão do Mundial por equipes: a Bélgica, que superou a Eslováquia nas oitavas, por 3 partidas a 2. O duelo acontece na madrugada desta sexta-feira, às 2h (horário de Brasília). Para o técnico Jean-René Mounie, a partida é perigosa, mas a bagagem dos atletas pode torna-la tranquila.

A partida terá transmissão ao vivo pelo site da ITTF, na mesa 22 – acesse clicando aqui.

O time rival conta com Cedric Nuytinck (118º), que atua na Liga Alemã, pelo Hagen, e também é dono de três medalhas no Circuito Mundial (duas no sub-21). Além dele, Robin Devos (129º), Florent Lambiet (211º) Lauric Jean (235º) e Martin Allegro (266º) estão na equipe, que já foi derrotada pelo Brasil nesta edição do Mundial.

Pela terceira rodada, a seleção derrotou a Bélgica por 3 partidas a 0, assumindo a liderança do grupo E. Hugo Calderano (74º colocado no ranking mundial) bateu Robin Devos por 3 a 0 (11/4, 11/6 e 11/4); Thiago Monteiro (124º) derrotou Cedric Nuytinck pelo mesmo placar (11/5, 11/8 e 11/5); e Cazuo Matsumoto (132º) finalizou com vitória sobre Florent Lambiet – 3 a 1 (10/12, 11/5, 14/12 e 12/10).

“É verdade que ganhamos por 3 a 0 no grupo, mas cada jogo é diferente. É importante estarmos atentos porque a Bélgica tem uma equipe muito perigosa e fizemos um jogo ótimo, mas não dá para saber o que vai acontecer”, ponderou Mounie.

Após finalizar a primeira fase invicta, com cinco vitórias - destaque para Calderano, que só perdeu um set em oito jogos -, a seriedade e concentração da seleção conta com a total confiança do técnico.

“Fico relaxado porque sei que os nossos jogadores têm experiência e sabem que cada jogo é um jogo. Vamos nos preparar da melhor maneira possível e espero que consigamos mais uma vez um bom resultado”, resumiu Mounie.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br