Mundial por Equipes: Seleção feminina perde para o Japão na segunda rodada

28/02/2016 11:15

Brasileiras voltaram a demonstrar bom nível diante de uma das melhores equipes da competição

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 28/02/2016

A seleção brasileira feminina foi derrotada pelo Japão, neste domingo (28), pela segunda rodada da fase de grupos do Mundial por equipes, em Kuala Lumpur, na Malásia. Mesmo diante de uma das equipes favoritas ao título, o time verde e amarelo não se intimidou e perdeu sets pela diferença mínima em três oportunidades.

A primeira a ir à mesa foi Caroline Kumahara (142ª colocada no ranking mundial), que chegou a sair na frente, mas acabou superada pela canhota Kasumi Ishikawa (5ª) – 3 a 1, parciais de 9/11, 11/2, 11/5 e 11/8. Para o técnico Hugo Hoyama, a vitória de 2013, no World Team Classics, quando Carol ainda tinha 17 anos, ainda influencia o encontro entre as duas.

“A Carol entrou bem no primeiro jogo, aproveitando bem o início. A Kasumi estava sem confiança, acredito que pelo fato de estranhar a bola da Carol, como foi da vez que perdeu para ela. Mas a partir do segundo set, ela foi muito mais ativa, realmente colocando muita pressão em cima da Carol, foi muito difícil mas é o nível em que estamos jogando, ela é a 5ª melhor do mundo. No quarto set a Carol conseguiu reagir, mas a Ishikawa manteve a agressividade e conseguiu fechar o jogo”, analisou Hugo Hoyama.

Na sequência, a jovem Bruna Takahashi (148ª), de 15 anos, teve sua primeira experiência em um Mundial adulto, diante de Misako Wakimiya (28ª). Ela perdeu os dois primeiros sets, um por apenas dois pontos (9/11 e 5/11), venceu o terceiro (11/6), mas não conseguiu manter a vantagem no quarto e último (11/5).

“Na segunda partida, a Bruna teve um pouco de dificuldade no início do jogo, principalmente com o saque da adversária. Mesmo assim ela conseguiu reagir e perder por dois pontos, o que demonstra que o resultado poderia ser positivo, não só neste set como no jogo", apontou o treinador.

Por último, Lin Gui (130ª) encarou a revelação japonesa Yui Hamamoto (48ª), de 17 anos, que deu números finais ao jogo derrotando a brasileira por 3 a 0, sendo dois pela diferença mínima e uma última parcial extremamente disputada – 11/9, 11/5 e 15/13.

“No terceiro jogo a Gui Lin estranhou muito o saque da adversária, que tinha bastante variação. No terceiro set a Gui Lin esteve muito perto de vencer com dois set points, mas infelizmente não conseguiu fechar. Ela poderia ter arriscado um pouco mais, mas hoje foi um bom jogo, assim como contra a Coreia”, destacou o Hoyama.

Ainda pelo grupo B da primeira divisão, a seleção feminina joga nos próximos três dias: contra a Alemanha, na segunda-feira (29), às 5h30; contra a República Tcheca, na terça-feira (1º de março), às 5h30; e fecha sua participação diante da Tailândia, na quarta (2), às 8h30.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br