Mundial por Equipes: Time masculino vence Irã e está nas quartas de final da segunda divisão

02/03/2016 11:42

Duelo foi o mais equilibrado do grupo E e garantiu o Brasil no primeiro lugar

Foto: Marcos Yamada

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 02/03/2016

A seleção masculina encarou sua partida mais equilibrada nesta quarta-feira (2), na segunda divisão do Mundial por equipes, em Kuala Lumpur, na Malásia. Pela última rodada da fase de grupos, o time superou o Irã por 3 partidas a 2, terminou em primeiro no grupo E e avançou direto para as quartas de final.

“Fiquei satisfeito com a postura da equipe, porque foi um jogo muito duro. Durante as dificuldades tivemos solidariedade uns com os outros e cada um encarou sua responsabilidade”, elogiou o técnico Jean-René Mounie.

Hugo Calderano (74º colocado no ranking mundial) foi o primeiro a ir à mesa e derrotou Nima Alamian (124º) por 3 a 1, parciais de 11/7, 15/13, 6/11 e 11/5) – foi o primeiro set perdido pelo carioca na competição.

No segundo duelo, Thiago Monteiro (124º) encarou Noshad Alamyan (134º) e esteve perto da vitória, mas acabou superado por 3 a 2 (11/5, 7/11, 6/11, 11/7 e 11/5), deixando o confronto empatado. Cazuo Matsumoto (132º), por sua vez, recolocou o Brasil na frente após vencer Afshin Noroozi (232º) em sets diretos – parciais de 11/3, 11/8 e 11/8.

“Cazuo fez um jogo ótimo, jogou muito. Estava bem focado, a parte do saque e da recepção foi muito boa e também foi muito agressivo, então teve uma exibição de alto nível”, destacou o treinador francês.

Contudo, Thiago acabou sofrendo seu segundo revés na partida - Nima Alamian saiu vencedor por 3 a 1 (11/9, 9/11, 11/6 e 11/4) – e o jogo foi para o quinto duelo.

“O Thiago perdeu dois jogos muito difíceis porque infelizmente faltou um pouco de regularidade. Ele atingiu seu melhor nível durante os dois, mas não conseguiu manter”, explicou Mounie.

Por fim, Hugo Calderano conseguiu sua oitava vitória – a sétima sem perder sets – diante de Noshad Alamyan, parciais de 15/13, 11/8 e 11/5, assegurando a vaga do Brasil nas quartas de final da competição.

“Hugo continua seguindo o mesmo caminho desde o início. Mesmo com duas partidas difíceis, ele conseguiu crescer dentro delas, aumentar seu nível de jogo e obter duas vitórias importantes para nós”, resumiu Jean-René.

O Brasil aguarda o resultado do confronto entre Eslováquia e Bélgica, que acontece às 2h desta quinta-feira (2), para voltar à mesa às 2h (horários de Brasília) na sexta-feira (4).

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br