Na primeira competição após vice mundial, Cátia Oliveira vence com facilidade o Brasileiro

29/11/2018 14:00

Vice-campeã na Eslovênia dedicou a conquista ao pai, que morreu no dia da conquista da prata na competição internacional

FOTO: Cátia Oliveira, campeã brasileira da classe 2. Crédito: Christian Martinez/RGB Studios

 

Concórdia (SC), 29 de novembro de 2018.

CLAUDIA MENDES E LUCAS MATHIAS *

Uma das principais atrações do 52º Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa, em Concórdia (SC), Cátia Oliveira teve a oportunidade de mostrar todo o seu talento na disputa do ranking paralímpico, nesta quinta-feira (29). Absoluta na classe 2 feminino, a vice-campeã mundial conquistou a medalha de ouro, sem perder nenhum set no torneio.

Na decisão, a atleta da Associação Nova Era de Tênis de Mesa de Bauru (SP) bateu Juliana Silva (AACD-SP), por 3 a 0 (11/5, 11/6 e 11/3). Após a vitória, dedicou a medalha ao pai Flávio Alves, morto no dia 20 de outubro, data em que conquistou a medalha de prata no Mundial da Eslovênia.

“Está bem difícil jogar. Depois que meu pai faleceu esse é meu primeiro campeonato. Todas as vitórias que eu tive foram dedicadas ao meu pai. Mas agora, todas que eu tiver daqui pra frente vão ser dele, ele está olhando por mim lá em cima!", disse a campeã.

Por sinal, Cátia ainda não se acostumou com todo o assédio após a medalha de prata: "Sem palavras (sobre a medalha). Primeiro Mundial, é um campeonato muito difícil. Eu falo que até agora não caiu a ficha muito, não. As pessoas perguntam e eu penso "nossa, sou vice-campeã mundial!". Mas é uma emoção muito grande, só quem é atleta, quem joga, sabe o que é essa emoção, uma sensação muito boa”.

A cadeirante mostra muita disposição e garra, mesmo nas partidas mais fáceis do Brasileiro. Numa competição com tantas estrelas, Cátia quer aproveitar para motivar outros atletas no tênis de mesa.

"É identificação, eu treinei muito forte para chegar aonde eu cheguei. E espero que sirva de inspiração para as pessoas, que consigam chegar até mais longe", explica a atleta.

 

*Lucas Mathias, estagiário sob a supervisão da equipe da Assessoria de Comunicação

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa