Paratleta de 10 anos estreia em Brasileiros após conquistar a prata no pré-mirim olímpico da Copa Brasil

13/05/2016 18:20

(Foto: Ivo Lima/ ME)

Allana Maschio está embalada por ter sido ouro pré-mirim da Liga Catarinense no último sábado (7)
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 13/5/2016
 
A paratleta Allana Maschio, de 10 anos, foi um dos destaques da primeira etapa da Copa Brasil ao ter ficado em segundo lugar no pré-mirim olímpico. Agora, ela espera poder conquistar mais medalhas na disputa do Campeonato Brasileiro de Inverno, em Fortaleza (CE), o primeiro de sua carreira.
 
"Quero ganhar medalhas no Brasileiro, porque seria um reflexo do que estou treinando. Lá, eu poderei colocar em prática tudo o que eu aprendi na minha preparação", disse a mesatenista.
 
Allana é catarinense e joga pela Associação Balneário Camboriú de Tênis de Mesa (SC). Praticante de tênis de mesa há um ano e meio, ela começou a praticar a modalidade na escola e percebeu que levava jeito para o esporte. A atleta, então, foi para a equipe de sua cidade e logo começou a competir.
 
Apesar de ter um encurtamento da formação óssea na perna direita, a mesatenista disputa torneios contra atletas olímpicos em sua cidade. Em abril de 2016, Allana participou pela primeira vez de um campeonato nacional, a Copa Brasil, em Brasília (DF), e na categoria olímpica. Segundo o seu treinador, José Gambá Neto, jogar entre os mesatenistas que não são paralímpicos só servirá como preparação para o futuro.
 
"Ela consegue jogar de igual para igual com as meninas do mirim e do pré-mirim do olímpico, a medalha foi um exemplo. Acredito que a longo prazo isso servirá de preparação para ela desenvolver mais e mais", contou o técnico.
 
Além disso, para ele, o estilo de treinamento que é passado para a atleta pode ter sido determinante para os bons resultados.
 
"Um dos motivos de ela jogar na categoria olímpica é que ela é muito nova. No paralímpico ainda não tem essa separação por idade, então, ela acabaria jogando com atletas mais velhas do que ela. Além disso, o treino que passo para ela é o mesmo de um atleta olímpico. Talvez seja isso que tenha feito grandes jogos com as meninas na Copa Brasil", completou.
 
Em níveis estaduais, a catarinense também consegue bons resultados e a sua última conquista será uma motivação a mais para o Brasileiro: ela foi campeã da Liga Catarinense no individual pré-mirim no último sábado (7).
 
Se depender da dedicação de Allana, muitas medalhas ainda serão conquistadas. A atleta costuma treinar três horas por dia e não falta nenhuma atividade.
 
"Não tenho dificuldade de trabalhar com a Allana, porque ela é uma menina dedicada, está todos os dias no treino. Eu treino ela três horas por dia: uma hora e meia comigo e o resto do tempo com os colegas de equipe", disse José Gambá.
 
"Ela tem muita força de vontade e sempre teve muita facilidade para jogar tênis de mesa. Acho que em um futuro próximo ela estará entre as melhores", projetou o treinador.
 
No Campeonato Brasileiro, a mesatenista competirá por duas categorias olímpicas. A atleta irá à mesa no individual pré-mirim e mirim feminino. A competição será realizada entre 17 e 22 de maio.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br