Paratleta de tênis de mesa vai disputar prêmio de Miss Mundo Cadeirante

26/09/2017 12:58

Carla Maia é a atual campeã do Brasileiro. Evento será no começo do mês que vem

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 26/09/2017

Foto: Gaia Schuler e Christian Martinez / RGB Studios / CBTM

Carla Maia, jornalista e atleta de tênis de mesa, vai disputar o prêmio de Miss Mundo Cadeirante. A atual campeã brasileira do torneio individual da Classe 2 foi descoberta através de redes sociais e, após um convite, resolveu aceitar mais esse desafio. E será a primeira que ela vai desfilar!
 
O evento surgiu na Polônia. Após o sucesso do Miss Polônia Cadeirante, a fundação Jedyna Taka resolveu organizar o evento mundial, em parceria com a cidade de Varsóvia. A festa vai acontecer entre os dias 30 de setembro e 7 de outubro e as 24 candidatas - de 20 países diferentes - vão participar de worshops e desfilar em traje típico e de gala.
 
"O objetivo do concurso é mudar a imagem da mulher com deficiência no mundo. Quando fiquei cadeirante, a primeira coisa que perdi foi a vaidade. Deixei de me sentir mulher por ignorância. Só usava trança nos cabelos, pijamas e nada de acessórios ou maquiagens. Hoje, sou miss (risos)! Não quero que outras mulheres se sintam assim. A sociedade é cheia de preconceitos e trata como assexuado quem tem deficiência. O concurso escancara como nós podemos ser belas, femininas, enfim, mulheres plenas", ressalta Carla.
 
O concurso de Miss Mundo Cadeirante, porém, vai coincidir com as datas em que vai ocorrer o Campeonato Brasileiro deste ano, em Toledo, Paraná, o que vai impedir que ela defenda o título.
 
"Fiquei triste com a coincidência, mas deixo de representar Brasília para levar o nome do Brasil. Estou muito honrada com a oportunidade", disse.
 
Haverá também a escolha de Miss Cadeirante mais popular e, através de votação neste link, é possível indicar a brasileira. Para isso, clique no botão escrito: “I’m voting” e cadastre um e-mail. Depois, é necessário confirmar a escolha e um e-mail será enviado.
 
Aos 17 anos, Carla sofreu um sangramento espontâneo na medula espinhal e ficou tetraplégica. Além de paratleta de tênis de mesa, ela é produtora da TV Brasil.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br