PELOS ESTADOS - Arena Pantanal, lugar de bola na rede e na mesa

26/02/2018 14:24

Projeto social voltado ao tênis de mesa em Cuiabá promete maior acessibilidade da população ao esporte

 
FOTO: Modalidade também é promovida por meio de visitas de escolas e parceria com Governo do Estado – Crédito: Júnior Martins.

 

Rio de Janeiro (RJ), 26 de fevereiro de 2018.
Com informações da Federação Mato-grossense de Tênis de Mesa

 

Os moradores de Cuiabá que passeiam no entorno da Arena Pantanal no fim das tardes de domingo têm se deparado com uma boa surpresa: a presença de uma mesa oficial de tênis de mesa convidando-os a dar as primeiras raquetadas. A ação é fruto do projeto social "Tênis de Mesa na Arena", que visa apresentar o esporte à população local.

Presidente da federação local, Mário Morimoto explica com mais detalhes a proposta.

"Nosso projeto ocorre sempre aos domingos, das 18h às 20h, em frente ao portão H da Arena Pantanal. Lá, colocamos uma mesa e convidamos os transeuntes para praticar a modalidade. É gratuito, todos podem participar e serve como ação de popularização, Nós queremos mostrar que o tênis de mesa é uma opção de esporte para a comunidade", destacou.

Vale lembrar que essa presença na Arena Pantanal não é um fato isolado. A praça esportiva recebe uma escola regular do Ensino Fundamental ao Ensino Médio e, devido a uma parceria da Federação com o Governo do Estado, o tênis de mesa é disponibilizado como modalidade esportiva curricular. Há 40 jovens praticando o esporte diariamente no ambiente escolar.

O tênis de mesa estará super presente no estado em 2018. O Mato Grosso sediará pela primeira vez uma etapa da Copa Brasil, fato que é considerado o ponto alto da temporada. Além disso, teve início no último dia 17, em Cuiabá, a Copa Mato Grosso, principal competição local e que terá ainda outras cinco etapas, três na capital e duas em Sorriso, no Norte do estado. Concluem o rol de ações para o ano cinco visitas dos principais atletas mato-grossenses a CT Cláudio Kano, também situado na capital, programadas para intensificar trabalhos físicos, ténicos e de estratégia de jogo.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 
 
Siga a CBTM nas redes sociais:
 
 Facebook  Twitter  Instagram