Por maior popularidade do tênis de mesa, CBTM e Secretaria de Educação do Rio de Janeiro firmam parceria

18/10/2016 16:11

Confederação vai disponibilizar a metodologia de treinamento do esporte e oferecer suporte técnico aos professores que atuam nas escolas de primeiro segmento

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 18/10/2016

Visando uma popularização ainda maior da modalidade, a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) assinou, recentemente, uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, onde disponibiliza a metodologia de treinamento do esporte e oferece suporte técnico aos professores que atuam nas escolas de primeiro segmento, acompanhando o desenvolvimento das aulas.  A intenção é que os jovens tenham um maior acesso ao tênis de mesa, fazendo com que mais talentos sejam descobertos. E o projeto mostra que os resultados positivos conquistados na Rio 2016 já começam a dar frutos.

Para Cristina Brum, coordenadora de prática esportiva da Secretaria Municipal de Educação, o que aconteceu durante as Olimpíadas e Paralimpíadas mexe com o imaginário das crianças, fazendo que que elas tenham ainda mais vontade de praticar a modalidade.

"Os bons resultados nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos têm grande influencia no nível de interesse dos alunos. Eles começam a sonhar em se tornar um atleta de alto rendimento e subir no mais alto degrau do pódio", disse ela, que completou:

"A supervisão e acompanhamento da CBTM resulta no aperfeiçoamento técnico do professor de educação física em seus programas de treinamento, influindo diretamente na performance dos alunos nas diversas competições".

Além disso, a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa acaba incentivando de maneira direta a prática esportiva nas escolas, o que gera diversas oportunidades aos jovens.

"O esporte dentro do espaço escolar tem a finalidade de dar oportunidade para que crianças e jovens com vocação esportiva possam desenvolver plenamente seus potenciais e principalmente terem acesso a uma educação de excelência", afirmou Cristina.

Segundo a coordenadora, os GEOs (Ginásio Experimental Olímpico) têm tido ao longo dos últimos três anos trajetórias exitosas e o tênis de mesa é uma dessas modalidades. Em 2016, as unidades já receberam o apoio do Comitê Olímpico Holandês visando ter o esporte como um dos pilares para o crescimento dos alunos dessas escolas. Durante os Jogos Olímpicos, o mesatenista holandês Trinko Keen fez uma visita a uma das GEOs (foto). Confira mais sobre essa visita aqui.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br