Pré-Olímpico: Gustavo Tsuboi é campeão no terceiro dia e garante última vaga olímpica

03/04/2016 21:17

Brasileiro superou desgaste físico após 11 partidas disputadas em Santiago

Matheus Quelhas, de Santiago (CHI) – 03/04/2016

Gustavo Tsuboi (63º colocado no ranking mundial) conquistou, neste domingo (3), a última vaga olímpica em disputa no Pré-Olímpico Latino-Americano, em Santiago (CHI). Com a vitória por 4 a 3 (11/9, 8/11, 11/8, 11/8, 5/11, 3/11 e 11/9) sobre o paraguaio Marcelo Aguirre (226º), ele se junta a Hugo Calderano (58º) para representar o Brasil no torneio individual masculino dos Jogos do Rio.

“Foi um jogo muito difícil. É claro que eu gostaria de ter conquistado a vaga no primeiro dia, como em 2008 e 2012, mas dessa vez não deu e tinha muita pressão pela confiança que o técnico depositou em mim”, lembrou Tsuboi, que foi o único convocado para a competição, visando ter todas as chances possíveis de classificação.

Além das palavras de gratidão direcionadas ao técnico Jean-René Mounie, o paulista também fez questão de mencionar o psicólogo francês François Ducasse, consultor internacional da CBTM, que faleceu neste sábado (2).

“Eu ainda estou muito emocionado pelo jeito como foi e quero agradecer a minha família e todos os brasileiros presentes, pelo apoio. Essa conquista é pra eles e para o François, que também me ajudou muito na parte mental”, declarou Gustavo.

O caminho até a vaga

Esse foi o terceiro e último dia de jogos na capital chilena. No primeiro, Tsuboi avançou até as semifinais, onde caiu para o local Felipe Olivares (265º) por 4 a 3, parciais de 9/11, 13/11, 11/8, 11/4, 7/11, 9/11 e 11/5.

No segundo dia, o paulista chegou à final de sua chave, mas acabou superado pelo mexicano Marcos Madrid (190º), em decisão equilibrada, decidida mais uma vez no sétimo set – 4 a 3, parciais de 9/11, 8/11, 13/11, 5/11, 11/5, 13/11 e 11/6.

Neste domingo, o primeiro duelo foi contra o equatoriano Geovanny Coello (395º), com vitória por 4 a 1 (11/4, 11/6, 4/11, 11/7 e 11/1). Na sequência, o confronto foi com o argentino Gastón Alto (181º), onde sobrou emoção: depois de perder os dois primeiros sets, Tsuboi empatou a partida, viu o rival vencer mais uma parcial, mas se impôs no fim e saiu com a vitória – 4 a 3, parciais de 6/11, 10/12, 11/8, 11/5, 9/11, 11/6 e 11/8.

Seu próximo adversário foi o chileno Gustavo Gomez (334º) – quem ele derrotou por 4 a 0 (11/6, 11/8, 11/6 e 11/5). Pela semifinal, outro argentino, Rodrigo Gilabert (239º), foi vencido por Tsuboi, em novo 4 a 3: parciais 12/10, 11/5, 11/9, 11/13, 4/11, 5/11 e 13/11.

Ao longo da competição, foram definidos cinco representantes latino-americanos no masculino, incluindo o brasileiro, e seis no feminino, entre elas Lin Gui e Caroline Kumahara. Por ser país-sede, o Brasil já tem suas equipes garantidas nos Jogos Olímpicos.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br