Recém-criado, Belford Roxo já demonstra resultados expressivos no Rio de Janeiro

20/07/2017 16:36

Clube surgiu após participação em torneio amador organizado pela FTMERJ

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 20/07/2017

Um lazer que virou coisa séria. Um dos destaques nos campeonatos do Rio até o momento nesta temporada, o Belford Roxo Country Club foi criado há poucos meses, depois de uma iniciativa da Federação de Tênis de Mesa do Estado do Rio de Janeiro (FTMERJ), que criou uma categoria para que atletas que praticavam o ping pong também pudessem estar nos torneios. Depois da primeira participação como amadores, surgiu a ideia de oficializar o clube, que, em pouco tempo, atingiu o pódio entre os federados.
 
“Nós já tínhamos um local de treinamento em Belford Roxo e algumas pessoas compareciam para praticar. A federação, então, colocou o torneio para praticantes e lazer. Com isso, houve um incentivo ao pessoal. Alguns atletas que já até tinham parado de jogar, voltaram. Houve esse resgate e essa união fez com que levássemos à frente a ideia de fazer o clube.  No segundo campeonato nestes moldes, já entramos com atletas federados”, lembra Evandro Manhães, fundador do tênis de mesa no Belford Roxo Country Club.
 
A federação do Rio tem utilizado as Arenas no Parque Olímpico para competições e, segundo Evandro, esse legado teve uma participação crucial na decisão de se criar o novo clube.
“Um dos fatores primordiais foi o fato de os campeonatos estarem sendo nas arenas olímpicas. O pessoal ficou muito empolgado com isso, em poder estar lá e participando de jogos. Isso trouxe um ânimo”, afirmou.
 
Evandro aproveita para salientar que a rivalidade ficou de lado e o Belford Roxo teve uma ótima recepção no mundo do tênis de mesa:
 
“Acho que foi uma surpresa para todo mundo (risos). Foi tudo muito rápido, tanto quanto alguns resultados. Quando menos se esperava, surgiu um clube com uns 10 atletas já. Mas fomos muito bem recebidos e bem aceitos por todos”
 
Um outro aliado no crescimento rápido do Belford Roxo são os comentários positivos de quem já está no clube, que acaba incentivando novos adeptos da modalidade.
 
“Tem a situação do boca a boca. Os atletas comentam sobre os treinos, torneios... Todo dia aparece uma pessoa nova querendo participar porque viu o amigo jogar, ou o amigo contou como foi, coisas assim. É bem interessante”, apontou.
 
 E Evandro espera que a iniciativa possa continuar crescendo em breve.
 
“Nós vemos esse projeto com muito orgulho. É fruto de um trabalho que está se iniciando e estamos colocando metas para melhorar daqui para frente, também como projeto social. Estamos também buscando patrocinadores", finalizou.
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br