Só dá ele! Após conquistas por equipe e duplas, Siddharta Almeida leva título no individual em El Salvador: 'Espero que seja o primeiro de muitos'

29/08/2016 09:36
Jovem ressalta que resultado positivo pode representar a permanência na seleção brasileira e lembra próximos objetivos na temporada
 
Da redação, no Rio de Janeiro - 29/08/2016
 
Foto: Christian Martinez
 
Siddharta Almeida vai voltar ao Brasil com a bagagem cheia de taças! Depois de ter sido campeão por equipes e nas duplas, ambas ao lado de Aaron Wilson, de Trinidad e Tobago, foi a vez de levar o título também na disputa individual juvenil do Aberto de El Salvador. O jovem chegou à semifinal sem perder um set sequer e, na grande decisão, bateu Sebastian Echevarria, de Porto Rico, por 4 sets a 1, garantindo o lugar mais alto do pódio pela segunda vez.
 
A conquista anima ainda mais Siddharta, que visa mais taças ainda no restante da atual temporada. Porém, mais do que isso, segundo ele, pode dar uma tranquilidade maior no trabalho visando a seleção brasileira.
 
"Sinto-me muito feliz porque é a primeira vez que venço um circuito internacional juvenil. Espero que seja o primeira de muitos! Essa conquista, para mim, significa muito porque pode representar minha permanência na seleção brasileira juvenil e isso me dá uma tranquilidade para trabalhar outros pontos que preciso, sem a ansiedade para a seletiva. Agora, o foco está na Copa Brasil Juvenil e no Brasileiro Juvenil, duas competições que ainda não conquistei e espero conseguir isso", disse.
 
O mesatenista brasileiro ressaltou qual foi, para ele, um dos principais pontos a serem superados para conquistar o título individual.
 
"Acho que a maior dificuldade foi a parte mental, até pelos resultados que eu tive na disputa por equipes. Acredito que os outros atletas, que são muito bons, puderam entrar mais relaxados. Até a semifinal, não tive grande dificuldade, mas na semi enfrentei Francisco Mattias, de Porto Rico, que fez um grande jogo e exigiu bastante do meu psicológico. A final também foi um jogo bem tenso", finalizou.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br