Sul-Americano juvenil e infantil: Brasil avança com todos os atletas juvenis para as oitavas individuais

22/03/2016 11:48

Seleção confirma favoritismo nas disputas individuais e fase final começa nesta quarta

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 22/03/2016

Após faturar todos os títulos por equipes, a seleção brasileira segue fazendo bonito no Campeonato Sul-Americano juvenil e infantil. Nesta segunda-feira (21), o time juvenil repetiu e o infantil e avançou com todos os seus atletas para as oitavas de final individuais.

LEIA MAIS: Seleção infantil avança invicta para as oitavas de final individuais

Pelo grupo 1, Leticia Nakada (33ª colocada no ranking mundial sub-18) venceu suas duas partidas sem maiores dificuldades: 3 a 0 sobre Paola Cedeno (11/3, 11/6 e 11/7), do Equador, e 3 a 0 sobre a paraguaia Panambi Caceres (11/2, 11/1 e 11/2). Martina Kohatsu (107ª), pelo grupo 4, também avançou com dois triunfos em sets diretos: 3 a 0 sobre a argentina Candela Perez (11/4, 11/7 e 11/5) e 3 a 0 sobre a paraguaia Ruth Dominguez (11/6, 11/6 e 11/4).

Alexia Nakashima (97ª), no grupo 3, superou a equatoriana Dayana Jaramillo por 3 a 0 (11/5, 11/7 e 11/1) e a paraguaia Nathalia Ramirez por 3 a 0 (W.0.). Por fim, Gabriella Kodama foi a única a terminar em segundo lugar, no grupo 2, mas também se classificou: ela venceu a paraguaia Maria Gonzalez por 3 a 0 (11/7, 11/8 e 11/7) e perdeu para a chilena Daniela Ortega (67ª) por 2 a 1 (11/5, 1/11 e 11/6).

No masculino, mais um ótimo desempenho. Pelo grupo 2, Gustavo Yokota (43º) superou o chileno Rodrigo Garcia por 3 a 1 (11/9, 11/5, 10/12 e 11/4) e o paraguaio Jose Lovera por 3 a 0 (11/1, 11/9 e 11/7). Rodrigo Yonsake, pelo grupo 4, não cedeu nenhum set aos rivais e também avançou – ele bateu o argentino Martin Bentancor (11/6, 11/4 e 15/13), o equatoriano John Espinoza (11/7, 11/9 e 14/12) e o paraguaio Mathias Ferreira (11/6, 11/8 e 11/6).

No grupo 6, Renan Ferreira derrotou Sebastian Ortiz, do Peru, em jogo disputado, por 3 a 1 (13/15, 11/9, 11/9 e 15/13), o equatoriano Jimmie Paredes por 3 a 0 (11/5, 11/7 e 11/7) e o paraguaio Ezequiel Apud por 3 a 0 (11/5, 11/9 e 11/8). Siddharta Almeida, pelo grupo 8, foi mais um a não perder nenhum set: 3 a 0 sobre o argentino Tomas Joffre (13/11, 11/7 e 14/12), 3 a 0 sobre o chileno Leandro Toro (11/9, 11/3 e 11/7) e 3 a 0 sobre o paraguaio Enzo Terol (13/11, 11/7 e 11/4).

As disputas individuais retornam à mesa na quarta-feira (23), enquanto hoje acontecem as disputas de duplas.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br