Sul-Americano juvenil e infantil: Brasil fatura todos os títulos por equipes

21/03/2016 10:31

Seleção repete o desempenho da última edição e reafirma hegemonia continental na base

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 21/03/2016

A seleção brasileira que está no Campeonato Sul-Americano juvenil e infantil, realizado em Assunção, manteve a supremacia e conquistou os quatro títulos por equipes em disputa na capital paraguaia, neste domingo (20).

Confira mais abaixo os resultados detalhados de todas as partidas

O time juvenil feminino, o mais experiente, composto por Leticia Nakada (33ª colocada no ranking mundial sub-18), Martina Kohatsu (107ª), Alexia Nakashima (97ª) e Gabriella Kodama, bateu o Peru por 3 partidas a 1. Antes, pelas semifinais, elas derrotaram o Equador por 3 a 0.

No naipe masculino da mesma categoria, a seleção que tem Gustavo Yokota (43º), Siddharta Almeida, Renan Ferreira e Rodrigo Yonesake, superou a Argentina por 3 partidas a 1, com duelos disputados. Na semifinal a equipe havia batido o Peru por 3 jogos a 0.

Entre os meninos do infantil - Guilherme Teodoro, Rafael Torino, Diogo Silva e Eduardo Tomoike – o resultado não deixou dúvidas: 3 a 0 tanto na final contra o Peru e como na semifinal contra o Equador, sem perder nenhum set.

“Ser campeão sem perder sets, principalmente na final, demonstra a grande superioridade brasileira nesta categoria. Mantivemos a base do ano passado e o resultado foi mais um título”, elogiou o técnico Guilherme Simões.   

No feminino, Livia Lima, Beatriz Kimoto, Tamyres Fukase e Giulia Takahashi fizeram 3 a 1 em cima do Equador na decisão. Antes, a equipe superou o Chile por 3 a 0. O Sul-Americano segue até o dia 23, com as disputas de duplas e individuais.

RESULTADOS COMPLETOS:

Final juvenil feminina – Brasil 3 x 1 Peru
Leticia Nakada 3 x 0 Paola Mori - 11/7, 11/7 e 11/7
Martina Kohatsu 2 x 3 Janina Nieto (124ª) - 9/11, 11/7, 5/11, 11/9 e 7/11
Alexia Nakashima 3 x 0 Micaela Regaira – 11/8, 11/9 e 12/10
Leticia Nakada 3 x 0 Janina Nieto – 11/8, 11/6 e 11/2

Final juvenil masculina – Brasil 3 x 1 Argentina
Gustavo Yokota 3 x 2 Horacio Cifuentes (12º) – 8/11, 11/6, 16/14, 7/11 e 11/7
Siddharta Almeida 2 x 3 Francisco Sanchi (57º) – 11/6, 6/11, 11/6, 4/11 e 10/12
Renan Ferreira 3 x 0 Martin Bentancor – 11/6, 11/7 e 11/8
Gustavo Yokota 3 x 2 Francisco Sanchi – 11/8, 9/11, 11/7, 9/11 e 11/5

Final infantil feminina – Brasil 3 x 1 Equador
Livia Lima 3 x 2 Mylena Plaza – 4/11, 14/12, 11/9, 9/11 e 11/8
Beatriz Kimoto 3 x 0 Nathally Paredes (36ª) – 12/10, 11/9 e 11/8
Tamyres Fukuhase 0 x 3 Milena Ortiz – 7/11, 7/11 e 8/11
Livia Lima 3 x 1 Nathally Paredes – 11/9, 11/4, 11/13 e 11/9

Final infantil masculina – Brasil 3 x 0 Peru
Rafael Torino 3 x 0 Felipe Duffoo – 11/1, 11/7 e 11/9
Guilherme Teodoro 3 x 0 Jhon Loli – 11/9, 11/2 e 11/7
Eduardo Tomoike 3 x 0 Adolpho Cucho – 11/3, 11/8 e 11/8

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br