Notícia

CLUBES DO BRASIL – Na tradicional Cascavel, AMC se destaca como a nova força do tênis de mesa

Equipe é uma das mais jovens entre os grandes do país, mas trabalho se desenvolve na cidade há mais de 40 anos, sempre formando campeões

Bárbara Marroque no alto do pódio da categoria juvenil no Brasileiro 2019. Foto: Daniel Zappe.

Por Assessoria de Imprensa - CBTM

25/06/2020 05h12


Entre os clubes que disputaram os Absolutos A e B no último Campeonato Brasileiro, a Associação dos Mesatenistas de Cascavel (AMC) é uma das mais jovens. Fundada em 5 de novembro de 2016, ela mantém viva uma tradição de décadas no Oeste Paranaense, na história que vamos contar nesta reportagem, a 21ª da série Clubes do Brasil.

São mais de 40 anos de história do tênis de mesa em Cascavel, quinto município mais populoso do Paraná, com pouco mais de 300 mil habitantes, segundo a última estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Era muito praticado nos clubes japoneses da Região, os kaikans. Antônio Kimura, um dos pioneiros na cidade, abriu as portas para outros praticantes de Cascavel, que começou a ter projeção maior sob o comando do técnico Elner das Neves, no início dos anos 2000, com vitórias importantes nos Jogos Abertos do Paraná, ainda pela Associação Cultural e Esportiva de Cascavel.

Em 2005, a convite do secretário de esportes do município, Daniel Scalco, Édson Marroque assumiu o comando técnico da modalidade em Cascavel, quando o grupo principal de mesa-tenistas da cidade já atuava pela Associação dos Servidores Públicos de Cascavel (ASEVEL). Mas foi somente em 2016 que a AMC surge oficialmente. São dezenas de conquistas ao longo de todos estes anos: campeões dos Jogos Abertos do Paraná, dos Jogos da Juventude do Paraná, vencedores em várias categorias nos Campeonatos Brasileiro e Paranaense, além de inúmeras medalhas em Copas Brasil e Jogos da Juventude Brasileiros.

“Hoje temos quase cem atletas treinando na AMC. A gente queria montar uma associação para poder atuar em projetos de chamamentos públicos da cidade”, explica Marroque.

A caminhada de Cascavel no tênis de mesa teve vários outros grandes nomes, como Carlos Alberto Fujihara e André Soares Lopes. Atletas como Luana Ferreira, Nestor Chaves, Eduardo Silva e Luzia Kimura vêm colhendo grandes resultados nas competições que disputam na atualidade.

Porém, a história da AMC deve ser longa, estendendo ainda mais a tradição dos cascavelenses na modalidade. O clube, presidido por Irineu Gruchoski, tem seus filhos, Karoline e Eduardo, com 9 e 15 anos, respectivamente, brilhando nas categorias menores. Bárbara Marroque, filha de Édson e vencedora do Brasileiro Juvenil em 2019, é outro xodó da Associação. E assim, a tradição e a paixão pelo tênis de mesa vão passando de pai para filhos.



FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

www.facebook.com/PortalTMBrasil

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

YOUTUBE: www.youtube.com/user/TMdoBrasil

Outras Notícias

Confederação Filiada

Financiada pela Lei N° 10.264/2001

Patrocinadores

Eventos
Calendário
Área de Filiados
Desenvolvimento
Universidade do Tênis de Mesa
Escolas de Treinadores
Escolas de Árbitros e Oficiais
Escola de Gestão
Certificações