Histórico

Linha do Tempo do Tênis de Mesa

1902: Invenção da borracha com pinos para a superfície da raquete, possibilitando tão grande efeito e velocidade que criou imediatamente um enorme abismo entre os experts e os principiantes.

1905 a 1910: Nesta época, o progresso maior ocorreu na Europa Central. O jogo foi introduzido em Viena e Budapeste pelo representante de máquinas de escrever e futebolista amador, Edward Shires. Mesmo anteriormente, provavelmente em 1889, implementos para jogar o tênis de mesa chegaram ao Japão, vindos da Grã-Bretanha, o que resultou numa peculiar distribuição que durou na China, Coréia, e Hong-Kong até finais de
1920, produzindo sementes importantes em etapas posteriores da História.

1922: O tênis de mesa ressurge na Inglaterra e no País de Gales. Após a 1ª Guerra Mundial, J.J. Payne de Luton, organizador deste jogo em épocas passadas, e Percival Bronfield de Beckenham, campeão nacional da Inglaterra em 1904, seguidos por Carris de Manchester e outros, formaram uma Associação de Ping-Pong. No entanto, encontrando-se legalmente impedidos por uma carta registrada, dissolveram-se e reorganizaram-se no mesmo dia sob o antigo nome do jogo: tênis de mesa. Nesta ocasião, redigiram cuidadosamente as regras, com o intuito de receber aceitação nacional por todos os adeptos, e estimularam a criação e a venda de equipamentos de alto padrão. O sistema de duplas escolhido foi o que era praticado em outras épocas em Manchester.

1926: As regras tiveram ampla aceitação, tanto na Inglaterra como mundo afora. O código então tornou-se base das regras internacionais e o nome tênis de mesa se tornou oficial. Funda-se, então, a Internacional Table Tennis Federation (ITTF). As modificações do jogo adotadas desde então foram as seguintes:
                    –   A altura da rede baixou de 6/3 para 6 polegadas;
                    –   A proibição do uso da mão livre para criar efeito no saque;
                    –   A padronização parcial da raquete;
                    –   Uma regra com limite de tempo, adaptada à regra da USTTA, limitando a duração dos sets de 21 pontos a 15 minutos.
Com base nestas regras, o tênis de mesa tornou-se um esporte de massa, com mais de cem associações filiadas à ITTF desde este período.

1977: O Comitê Olímpico Internacional (COI) reconhece o tênis de mesa como esporte olímpico.

1981: Em setembro, o COI reconhece a ITTF como órgão diretivo oficial do tênis de mesa, em Baden-Baden. O COI decide que o tênis de mesa deve ser incluído no programa Jogos Olímpicos de Seul, em 1988. Contou com a participação de 41 países e 129 atletas.

1983: O tênis de mesa passa a fazer parte dos Jogos Pan Americanos, disputado em Caracas, na Venezuela.

2001: A bola aumenta de 38mm para 40mm e os sets passam a ter 11 pontos. Antes, a contagem ia até os 21 pontos. O jogo ganha em dinamismo e emoção.

2019: A ITTF tem 226 membros filiados. É uma das maiores entidades de administração do desporto do mundo.

Confederação Filiada

Financiada pela Lei N° 10.264/2001

Patrocinadores

Eventos
Calendário
Área de Filiados
Desenvolvimento
Universidade do Tênis de Mesa
Escolas de Treinadores
Escolas de Árbitros e Oficiais
Escola de Gestão
Certificações