Notícia

Aberto do Brasil terá presença de diversos medalhistas mundiais e paralímpicos, entre brasileiros e estrangeiros

Competição terá como palco o Centro Paralímpico Brasileiro, na capital paulista; Briga promete ser intensa por medalhas, com Brasil tendo a maior delegação

O medalhista paralímpico sul-coreano Kim Young-Gun é uma das atrações em São Paulo. Foto de Arquivo: WTT.

Por Nelson Ayres e Paulo Rocha (Fato&Ação) – Assessoria de Imprensa CBTM

18/03/2023 13h25


O Centro Paralímpico de Tênis de Mesa, em São Paulo, se tornará palco a partir desta sexta-feira (24) de três eventos de alto nível da modalidade. E o primeiro deles será em âmbito internacional: o Aberto Paralímpico do Brasil, organizado pela Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF). A expectativa brasileira é grande, já que o país tem obtido excelentes resultados.

No último Aberto do Brasil, realizado em outubro, nossos mesa-tenistas conquistaram 19 de 23 títulos possíveis. Contabilizados todos os pódios, os brasileiros só não estiveram presentes em uma classe de todas as disputadas. Nos Aberto Internacionais disputados fora do país, o Brasil conquistou 68 medalhas, sendo 18 de ouro, 25 de prata e 25 de bronze.

Lembrando que esta etapa do Circuito Mundial, competição fator 20 da ITTF, reunirá 133 atletas (95 homens e 38 mulheres) de oito países. Estarão presentes todos os principais mesa-tenistas brasileiros, incluindo os seis que conquistaram medalhas no Mundial Paralímpico de Granada-ESP, em novembro de 2022. Ao todo, o Brasil tem 72 atletas na disputa.

Será o primeiro torneio internacional da temporada 2023 no país. O Brasil ainda sediará, entre o final de junho e início de julho, o WTT Youth Contender, e no mês de agosto o WTT Contender, ambos para atletas olímpicos e disputados na Arena Carioca I, no Rio de Janeiro (RJ)

Veja números do Aberto Paralímpico do Brasil, que abre a temporada de grandes eventos no país em 2023:


MAIOR DELEGAÇÃO

O Brasil conta com 72 atletas. Destes, seis ainda não têm classificação internacional. Por enquanto, o país tem representantes em 19 das 21 classes com atletas inscritos.
 

ESTRANGEIROS

No total, 61 atletas estrangeiros participarão do Aberto Paralímpico do Brasil, dos seguintes países: Argentina, Chile, França, Holanda, Coreia do Sul, Índia e Hong Kong. Entre eles, destaque para o sul-coreano Kim Young-Gun, medalhista de prata nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 e bronze no Mundial Paralímpico de Granada, em 2022, na classe 4 masculina; e, para a honconguesa Wong Ting Ting, bronze em Tóquio na classe 11.
 

MEDALHISTAS NO MUNDIAL DE GRANADA-ESP

Bruna Alexandre, Cátia Oliveira, Lucas Arabian, Marliane Santos, Paulo Salmin e Sophia Kelmer, todos do Brasil, puxam a lista de medalhistas. Além deles, o já citado Kim Young-Gun (KOR).
 

MEDALHISTAS PARALÍMPICOS

Os brasileiros Bruna Alexandre, Cátia Oliveira, Aloísio Lima, Guilherme Costa, Iranildo Espíndola, Danielle Rauen, Jennyfer Parinos e Israel Stroh estarão presentes ao evento em São Paulo. Kim Young-Gun (KOR) e Wong Ting Ting (HKG) completam a lista.
 

EVENTOS SEGUINTES

O Aberto Paralímpico do Brasil será disputado até domingo (26). Na sequência (de 26 a 28), no mesmo local, haverá a Seletiva Olímpica de Jovens da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa – visando os Campeonatos Sul-Americanos sub-13, sub-15 e sub-19 - e o primeiro grande evento nacional da temporada 2023, o TMB Platinum – Ciclo I (de 29 de março a 2 de abril).    

                                                                                      

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)

Atendimento: Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

Confederação Filiada

Parceiro Oficial

Jogo Limpo

Patrocinadores

Apoiadores

Eventos
Calendário
Área de Filiados
Desenvolvimento
Universidade do Tênis de Mesa
Escolas de Treinadores
Escolas de Árbitros e Oficiais
Escola de Gestão
Certificações